Como o ChildFund Brasil coloca
o desenvolvimento social em prática?

Com a sua ajuda!

QUERO APADRINHAR UMA CRIANÇA

Países como o Brasil precisam urgentemente de iniciativas e de apoio voltadas para um Desenvolvimento Social sustentável, efetivo e de longo prazo. Afirmamos isso com base na nos indicadores sociais levantados pelo IBGE em 2018, que identificou que 12,5% da população brasileira de 0 a 14 anos vivia na extrema pobreza e 43,4% na pobreza, o que coloca o Brasil entre os mais desiguais do mundo, com 5,2 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade e que vivem na marginalidade em nossa nação.

A desigualdade entre os cidadãos brasileiros é o motivo para que essas pessoas, principalmente crianças e adolescentes, não tenham a oportunidade de ser aquilo que desejam ser. Ações concretas de desenvolvimento social são o caminho para mudar essa realidade!

No dia a dia do ChildFund Brasil, o desenvolvimento social funciona como uma árvore. Com vários galhos, ela dá frutos que mudam a vida de crianças, adolescentes e comunidades em todo o país.

Arvore

Agora, veja na prática como colocamos a mão na massa para modificar a realidade de crianças e adolescentes a partir da sua ajuda

PROGRAMAS SOCIAIS

O ChildFund Brasil construindo histórias de vida



Assegurar às famílias acesso à uma vida sustentável; fortalecer competências para que tenham dignidade; e promover o desenvolvimento das crianças de 0 a 5 anos.

Contribuir para fortalecer os vínculos entre crianças, adolescentes e adultos, promovendo a cultura da paz.

Fortalecer a identidade pessoal e comunitária dos jovens, melhorando sua autoestima, os vínculos familiares, comunitários e sociais; auxiliar na inserção dos jovens no mercado de trabalho e na sociedade.

Contribuir para comunidades e famílias seguras e protegidas, assegurando a elas desenvolvimento comunitário por meios de ações sustentáveis.





Apadrinhe
para escrevermos juntos essa história


QUERO APADRINHAR

PROJETOS SOCIAIS

Mapeando vulnerabilidades e mudando realidades



Primeira infância saudável e protegida
(0-5 anos)

Promove ações comunitárias que visam responder satisfatoriamente a segurança alimentar e nutricional das crianças com idade entre 0 e 5 anos. Fortalece os mecanismos comunitários de proteção à criança, e articulação com os serviços sócio-assistenciais e da saúde.

Em construção

Crianças e adolescentes saudáveis e confiantes
(6 a 14 anos)

Realiza ações de fortalecimento da convivência familiar e comunitária a partir do protagonismo de crianças e adolescentes. Estimula as habilidades de crianças e adolescentes para uma educação de qualidade.

Estabelece ações que visam garantir o acesso de crianças e adolescentes aos direitos sócio- assistenciais e de saúde. Favorecer práticas educativas para o despertar de uma consciência crítica e cidadã.

Jovens Capacitados e Participativos
(15 a 24 anos)

Contribui para o fortalecimento da identidade pessoal e coletiva dos jovens, para que tenham seus vínculos familiares e comunitários fortalecidos.

Apoia os jovens para que eles tenham condições de inclusão no mundo do trabalho.

Família e comunidade segura e protegida

Uma parceria entre o ChildFund Brasil e a P&G para aumentar o acesso à água potável para pessoas que utilizam fontes inseguras, como rios e poços cavados à mão, em 176 comunidades do Vale do Jequitinhonha (MG). O projeto distribui, em comunidades rurais, sachês* de purificação que transformam água imprópria para uso em água potável.

*Os sachês não estão à venda e são para uso apenas das comunidades selecionadas pela P&G e pelo ChildFund Brasil no Vale do Jequitinhonha (MG).

Contribui para que as famílias e seus indivíduos conquistem o direito de sobrevivência digna, assegurando-lhes acesso aos meios de vida sustentáveis para a promoção do desenvolvimento das crianças, adolescentes e jovens em seu lar.





Faça uma contribuição
aos Projetos Sociais


DOE AGORA

TECNOLOGIAS SOCIAIS

Promovendo mudanças reais no dia a dia

São produtos, técnicas e projetos cujas metodologias são sistematizadas por pesquisas e constantes avaliações. Para criá-las, a organização dialoga com atores sociais, com estudiosos, poder público e outros atores. Dessa forma são construídas estratégias para proporcionar o desenvolvimento social em larga escala, atendendo a demandas de educação, alimentação, energia, habitação, renda, saúde, meio ambiente e outros.

Envolve a criança, o adolescente e o jovem na cultura de sua localidade. A descoberta por eles da cultura local como uma riqueza, cria e fortalece o orgulho de sua origem, reforça a identidade coletiva e individual. Promove o desenvolvimento social, cognitivo e emocional.

Tem por objetivo capacitar voluntários – pais, mães e jovens – chamados de Animadores Comunitários, de forma participativa e por meio de vivências, procurando maximizar o potencial de liderança para atuarem em suas comunidades. Os animadores são pessoas que se dedicam a ajudar voluntariamente outras famílias, tornando-se agentes de transformação à medida que contribuem para a construção de uma comunidade melhor para se viver.

Ajuda as crianças e adolescentes a pensar de forma crítica sobre direitos e deveres, bem como a obter conhecimentos financeiros e capacidades que lhes permitam fazer melhor uso dos recursos. A educação social lhes ensina cidadania responsável – os fazendo sentir a necessidade de conhecer e de se envolverem nas questões sociais que os afetam. A educação financeira lhes fornece instrumentos de poupança, orçamentos e participação em empreendimentos. O Aflatoun para crianças dos 6 aos 14 anos e Aflateen para jovens de 15 a 18 anos.

Grupo de oportunidades locais e desenvolvimento que busca soluções para superar a pobreza por meio da solidariedade, trocas de experiências, mobilização social e desenvolvimento de negócios. Pessoas que se conhecem e veem de um meio econômico semelhante formam grupos que poupam dinheiro juntos e podem realizar pequenos empréstimos a partir dessas poupanças.

O Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP), visa o empoderamento de adolescentes e jovens e o desenvolvimento do protagonismo juvenil. Fundamentada em 5 elementos principais: voz, informação, diálogo, ação e prestação de contas. Ele engaja os participantes no monitoramento de políticas e serviços públicos.

Utiliza a fotografia participativa como instrumento de debate e reflexão sobre as problemáticas comunitárias, criando nos jovens uma cultura participativa e autônoma em prol do bem estar coletivo. As imagens se tornam um importante instrumento para o debate sobre direitos, cidadania e identidade, além de proporcionar oportunidades de manter relacionamentos, compartilhar conhecimentos, promover a participação na esfera pública e reflexões das identidades pessoais e coletivas.

É um instrumento de construção de redes solidárias, fundamentado em cinco eixos: pensamento sistêmico, teoria da comunicação, antropologia cultural, pedagogia de Paulo Freire e a resiliência. A metodologia apresenta uma proposta de intervenção psicossocial que tem como objetivos primordiais mobilizar os recursos pessoais e culturais, estabelecer e fortalecer vínculos entre as pessoas.

Trabalha o desenvolvimento pessoal por meio de 5 pilares: boxe e artes marciais, educação, acesso ao trabalho, suporte social e liderança juvenil. Para adolescentes e jovens em situação de risco social.





Contribua
com projetos sérios


DOE AGORA

REJUDES

Incentivando o jovem em situação de vunerabilidade

A Rede de Juventudes em Defesa dos seus Direitos Sociais é uma rede nacional criada pelo ChildFund Brasil com o objetivo de mobilizar jovens a se tornarem protagonistas de suas próprias histórias, defendendo os direitos da juventude em âmbitos locais, estaduais e nacionais.

A Rede atende jovens inscritos em nossas organizações sociais parceiras e participantes dos nossos programas e projetos e hoje está presente em 38 cidades dos estados de Minas Gerais e Ceará.

Além disso, o trabalho do REJUDES é ancorado nos seguintes pilares:

- Desenvolvimento Social
- Desenvolvimento Sociopolítico
- Desenvolvimento Holístico

Na prática, a Rede é organizada por comitês nacional, regional e local, além de contar com um articulador exclusivo por unidade de campo.

Comitê Nacional: formado por 16 jovens que são responsáveis por representar a juventude do ChildFund Brasil, apoiar e facilitar encontros nacionais, definir temas prioritários e planejar atividades.

Comitê Regional: é constituído por 4 pessoas, responsáveis por desenvolver campanhas e ações em âmbito regional.

Comitê Local: se dedica a realizar todas as ações nas comunidades e é organizado por 4 jovens de cada projeto das OSP’s.

REJUDES

Conheça as
Organizações Sociais Parceiras
(OSP’s) do ChildFund Brasil