O que Jesus fazia para ajudar crianças?

Se há um aspecto que chama a atenção da vida de Jesus, é a consciência que Ele despertou em todos para ajudar crianças. A própria trajetória de Cristo nos convida a essa reflexão. Afinal de contas, quem diria que um menino de família pobre, filho de um carpinteiro, nascido em um estábulo em meio a vários animais, pudesse trazer uma transformação tão impactante como a que o Evangelho registra?

Basta ver o relato de Lucas na Bíblia, no segundo capítulo, entre os versículos 41 e 52. No trecho, Jesus debate com os doutores da lei. Detalhe: narra a história que ele tinha apenas 12 anos nesse episódio. Hoje em dia, é uma cena praticamente impossível de ser vista. O que dirá, então, naquele tempo, quando as diferenças sociais e do saber eram bem mais acentuadas que no dia de hoje?

Essa é uma das poucas passagens que se tem conhecimento do período da infância e juventude de Jesus. Naturalmente, que nem precisamos mencionar as outras tantas lições extraordinárias que vieram na sequência delas, demonstrando o profundo respeito a todos, sem distinção: mulheres, crianças, pessoas com deficiência, assim por diante.

Um dos ensinamentos mais representativos nesse sentido e lembrado por muitos consta da Boa Nova de Lucas, no capítulo 18. A narrativa lembra que Jesus estava compartilhando seus ensinamentos com uma multidão quando algumas crianças corriam em direção a ele. A reação imediata dos discípulos foi a de impedir que os meninos e meninas incomodassem a Cristo.

Nesse momento, Jesus repreende os apóstolos, advertindo-os por terem censurado os menores. E, nessa oportunidade, imortalizou um versículo que é dos mais conhecidos do Evangelho: “Deixai vir a mim as crianças, e não as impeçais, porque delas é o reino de Deus”. Desse modo, exemplifica que manter o sentimento puro, a alegria no coração, o carinho para com as crianças são características essenciais para quem deseja ter uma vida completa.

Mas, em outros trechos do Evangelho também fica explícita essa dedicação em em prol das crianças. Há várias narrativas, por exemplo, que registram a cura, a exemplo da filha de Jairo, e ainda os bons valores que devemos cultivar para fortalecer os laços familiares. Inclusive, ampliando o conceito de família, a quem o Cristo sinalizava ser todos aqueles que o cercavam (discípulos e simpatizantes da sua mensagem).

O legado das lições de Jesus para ajudar crianças

Muito em função disso, as obras de caridade que surgiram em todos os tempos passaram a se dedicar ao cuidado com as crianças. Afinal de contas, com tanto conhecimento compartilhado e com exemplos tão claros deixados por Jesus, seria impossível imaginar uma atuação filantrópica que não priorize o cuidado de meninos e meninas.

Não é à toa que muitas obras assistenciais passaram a se dedicar ao desenvolvimento delas. No entanto, é preciso muito mais que boa intenção para fazer um trabalho que realmente transforme para melhor a condição de crianças que não tiveram a mesma oportunidade que nós.

O cenário é desafiador, com indicadores sociais bem acentuados, em função de problemas crônicos de carência de infraestrutura (como água, saneamento básico, por exemplo) e de equipamentos básicos que deem acesso a serviços de qualidade na área da saúde, educação e cultura. Isso, por si só, torna o trabalho ainda mais complexo de apresentar resultados efetivos.

Mas, embora seja difícil, não é impossível. Nesse momento que entra a atuação de associações civis especializadas, que conta com um time de profissionais que conseguem lidar com esse contexto e, acima de tudo, desenvolver Tecnologias Sociais (TS) efetivas para ajudar crianças.

O que isso quer dizer? Significa aplicar projetos, programas e/ou ações que realmente atinjam a necessidade daquele local, apresentem resultados eficientes e eficazes ao longo do tempo. Para descomplicar ainda mais:todo esforço empenhado impactará diretamente no desenvolvimento local e, especialmente, daquela criança, que poderá sonhar com um futuro melhor e mais favorável.

É natural que esse conhecimento tão aprofundado da assistência social e das políticas públicas não existia na época de Jesus. Mas, unir o sentimento cristão, que foi um legado e tanto que vem há milênios, junto com ferramentas de ponta que hoje vigoram na área do terceiro setor pode representar ganhos inimagináveis.

ajudar crianças

Como ajudar crianças e transformar a vida delas?

Por isso, nesse sentido, nossa recomendação para você é apoiar organizações sociais que realmente realizem um trabalho de impacto social comprovado. Levando em conta aquilo de que falamos no item anterior, você pode destinar uma doação mensal, por exemplo, para programas de apadrinhamento financeiro.

Diferentemente do apadrinhamento afetivo, essa modalidade prevê que você apoie uma organização que se responsabiliza pelo cuidado e atenção de uma criança que vive em regiões com grandes demandas sociais, como em regiões periféricas de grandes cidades, áreas rurais em desenvolvimento e, inclusive, no sertão de estados brasileiros.

O ChildFund Brasil, entidade que atua há mais de 50 anos, possui um programa internacionalmente reconhecido que transforma a vida de milhares de meninos e meninas. Você pode apoiar de várias maneiras! Assim, consegue colocar em prática o ensinamento cristão, fazendo valer os avanços que a área da assistência social possibilitou ao mundo.

Quer saber como fazer isso? Descubra como é fácil ajudar crianças!

ChildFund Brasil

O ChildFund Brasil é uma organização de desenvolvimento social que por meio de uma sólida experiência na elaboração e no monitoramento de programas e projetos sociais mobiliza pessoas para a transformação de vidas. Crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidades em situação de risco social são apoiadas para que possam exercer com plenitude o direito à cidadania.

LEIA TAMBÉM