5 possibilidades para quem quer fazer o bem ao próximo

Ao olharmos para a sociedade ao nosso redor, percebemos a carência existente. Crianças, jovens e adultos imersos na vulnerabilidade social são privados de infraestrutura e direitos básicos.

Uma lista que vai desde alimentação, segurança, saneamento básico e moradia até dignidade e afeto. A falta de apoio e preparo dos indivíduos são algumas das muitas causas que, infelizmente, fazem do país palco de ciclos viciosos que se repetem por diversas gerações da mesma família, propagando a falta de oportunidades por décadas.

Dada essa realidade, o desejo de se colocar à disposição e fazer o bem ao próximo pode surgir do sentimento de empatia e solidariedade, encorajado por todas as religiões, bem como pode se manifestar pela própria consciência, uma vez que todos somos todos iguais. Ajudar pessoas traz um bem maior do que o realizado, nos tira da visão egoísta da vida, desperta a humanidade profunda e nos faz mais próximos de Deus.

Como isso é possível? Veja as nossas dicas abaixo!

Ações para fazer o bem ao próximo

Aos que desejam participar de atividades solidárias, a primeira etapa é identificar algumas entidades de confiança e fazer o bemqual o trabalho de doação que elas fazem. Importante ressaltar que fazer o bem ao próximo é uma decisão livre, mas que também necessita de comprometimento, uma vez assumida. Há todo um esforço das entidades em fazer as ações acontecerem, sendo que o sucesso é diretamente ligado ao engajamento dos envolvidos.

Ao encontrar as alternativas possíveis, o próximo passo é escolher a causa que melhor se adapta à sua rotina! Apresentaremos algumas frentes de doação possíveis:

1. Doação de tempo: voluntariado

Disposição para trabalhar é um requisito essencial para o voluntariado. Uma das formas de voluntariado são as visitas periódicas às casas de idosos, fazendo com que o sentimento de solidão e abandono dos internados sejam minimizados com conversas e jogos.

Trabalhar em festas que angariam fundos para as entidades é mais uma maneira de se colocar a serviço e fazer o bem ao próximo. Assim como é possível integrar grupos que, junto aos animais de estimação ou que desenvolvem a arte da palhaçaria, visitam hospitais.

2. Doação financeira: apoio a ONGs

Doação monetária é a forma mais conhecida, mas também a de maior desconfiança entre as pessoas. No entanto, ao pesquisar com profundidade sobre o histórico, premiações, iniciativas e até mesmo realizar visitas a essas entidades, o medo dá lugar ao apoio!

O suporte financeiro pode ser feito no formato de apadrinhamento financeiro, em que um vínculo específico com uma criança é traçado, assim como é possível doar por contribuição mensal para a entidade como um todo. Ao longo da parceria, é imprescindível o acompanhamento por parte do doador para que este esteja sempre ciente do impacto que auxilia a construir, tendo real dimensão do valor da sua ação.

3. Doação de objetos

Tudo o que não nos parece útil, mas está em bom estado de conservação, pode e deve ser doado. Itens como roupas, brinquedos, livros, utensílios domésticos e móveis tendem a perder o prestígio de seus donos com o passar do tempo. Contudo, o velho de um pode ser o novo para o outro.

Além disso, prolongar a vida útil dos objetos também é ação sustentável que auxilia a utilização racional dos bens de consumo. Reavaliar o guarda-roupa e o quartinho da bagunça são atitudes que vão além da organização, pois proporcionam dignidade às pessoas que terão melhores peças para vestir, trabalharão a imaginação e o senso crítico pelos livros e terão maior conforto a partir dos móveis e utensílios.

4. Doação fiscal: Cupons e IR

No cotidiano da sociedade moderna, as compras preenchem boa parte dos afazeres, e este momento também pode beneficiar terceiros. A doação dos cupons fiscais é comumente estimulada pelos comércios, que costumam ter parcerias firmadas com instituições. Bem como há sites (Secretarias Estaduais da Fazenda) pelos quais é possível destinar os cupons para a ONG que você apoia, tendo informações como CNPJ ou Razão Social em mãos.

Para os cidadãos que precisam declarar Imposto de Renda há, ainda, mais uma forma de doação. Ao longo do ano, doações feitas aos fundos (regularizados por lei e que contenham o recibo de mecenato, que comprova para a Receita Federal a transferência de recursos) podem ser abatidos do imposto a ser pago, tendo o teto de 6% do valor devido.

Se não houver doação a ser deduzida, existe a alternativa de, no ato da declaração, encaminhar 3% do imposto, devido a uma das entidades cadastradas. Importante lembrar que os percentuais não são cumulativos, o que obriga o contribuinte a escolher apenas um deles.

5. Doação de Sangue e Órgãos

De importância iminente, a doação de sangue é negligenciada pela maioria dos brasileiros, fazendo com que hemonúcleos trabalhem constantemente com estoque abaixo do recomendado, enquanto necessitam suprir diariamente os hospitais que realizam tratamentos e recebem vítimas de acidentes. Sobre a doações de órgãos, é preciso que a família esteja sempre ciente desse desejo, pois no Brasil, é apenas com a autorização dela que será possível realizar o transplante para outras pessoas.

ChildFund Brasil te ajuda nessa missão!

Premiada pelo trabalho sério e importante que realiza ao financiar projetos por todo o país, o ChildFund Brasil é considerada a melhor ONG de 2018 para crianças e adolescentes, de acordo com o prêmio anual do Instituto Doar. Iniciativas que combatem a situação de vulnerabilidade que crianças e jovens estão submetidos, pois os colocam em atividades que lhes mostram novas possibilidades de vida e futuro.

O resultado soma milhares de beneficiados, uma vez que o fazer o bem ao próximo é contagiante, sendo refletido também nas famílias dos atendidos, que têm de 0 a 24 anos de idade. Todo este movimento de melhoria de vida só é possível a partir do apadrinhamento, formato que inclui cidadãos com desejo de ajudar às causas nobres assumidas pela entidade.

Entre elas, está a valorização da cultura das comunidades participantes, cidadania, saúde, proteção e dignidade, sustentabilidade financeira e ações que fortalecem os vínculos interpessoais. Valores que são trabalhados incansavelmente no escopo de ações da ONG!

O apadrinhamento prevê o valor mensal mínimo de contribuição é de R$57, quantidade com impacto determinante para as vidas que podem ser favorecidas. Com o auxílio do ChildFund Brasil, os participantes podem ter contato com os apadrinhados, aumentando ainda mais o bem que realizam!

Quer fazer parte dessa rede? Saiba agora como doar!

Related Post

ChildFund

O ChildFund Brasil é uma organização de desenvolvimento social que por meio de uma sólida experiência na elaboração e no monitoramento de programas e projetos sociais mobiliza pessoas para a transformação de vidas. Crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidades em situação de risco social são apoiadas para que possam exercer com plenitude o direito à cidadania.

LEIA TAMBÉM