Doação corporativa: o que é e como funciona

A doação corporativa a organizações sociais é uma modalidade que vem chamando a atenção do empresariado brasileiro. Até porque ela pode ser feita de diversas formas e, além de fazer a diferença para aqueles que precisam, agrega valor à imagem da empresa e pode até refletir em aumento de produtividade, quando o apoio em questão é o voluntariado. Mas você já parou para pensar como sua empresa pode se engajar nessa causa?

Aí vão seis formas de realizar doações corporativas a associações civis:

#1 Doações financeiras: entre as mais tradicionais modalidades de apoio do empresariado está a doação em espécie. Isto é, a empresa escolhe uma organização social de confiança, que possua projetos sólidos com resultados comprovados, e destina um valor mensal ou anual para a iniciativa. 

Bônus: Veja em apenas 5 passos como escolher a Ong que merece a sua confiança

#2 Produtos: esse é outro segmento promissor, capaz de alavancar recursos para uma organização social a partir da produção de produtos em parceria. Nesse caso, sua empresa pode localizar uma iniciativa e propor o fornecimento de itens que podem ser customizados e, posteriormente, comercializados. Isso é uma boa saída para gerar renda para a entidade e, quando combinada uma divulgação de sua marca, pode agregar valor à imagem de sua corporação.

#3 Voluntariado empresarial: esta é uma maneira que as empresas têm encontrado para melhorar índices de produtividade a partir do engajamento de seus colaboradores em ações sociais. Nessa modalidade, por exemplo, a corporação pode fazer uma parceria com uma entidade e sensibilizar seus funcionários a fazerem parte dessas atividades. Há empresas, por exemplo, que chegam a destinar um período dos funcionários nessas frentes.

_DSC0129

#4 Marketing de causa: essa é outra maneira possível de doação corporativa. Nessa modalidade, a empresa determina uma ação em que mobiliza seus clientes, a fim de que parte do lucro possa ser convertido em resultado para a iniciativa social. Por exemplo: uma padaria que pode anunciar o lucro de um dia de vendas para ser revertido a uma entidade do bairro. Ao se associar a uma causa séria, os benefícios serão mútuos.

#5 Financiamento de projetos: também é possível a empresa custear a aplicação de determinado projeto apresentado por uma organização social

#6 Apadrinhamento corporativo: nessa modalidade, é possível apadrinhar financeiramente uma ou mais crianças em situação de pobreza, acompanhando o desenvolvimento dela. Há diversas associações civis que possibilitam essa doação, a exemplo do ChildFund Brasil, que oportuniza escolher quantas e quais crianças a empresa deseja ajudar e acompanhar a evolução dela.

Viu só? Essas são seis formas de doação corporativa, ao alcance de qualquer empresa. Ao se associar a uma organização certifique-se do tempo de atividade dela, se já há empresas que firmaram parcerias com ela e, também, se a associação dispõe da documentação oficial que regula a atividade do terceiro setor no Brasil.

O ChildFund Brasil atua desde 1966 e possui sólida experiência na elaboração e no monitoramento de programas e projetos sociais, mobilizando pessoas para contribuir na transformação de vidas. Só para se ter uma ideia, em solo brasileiro, a organização beneficia mais de 148 mil pessoas (dentre elas, quase 50 mil são crianças, adolescentes e jovens). Para uma operação gigantesca e complexa como essa, a associação civil conta com a parceria 50 organizações sociais responsáveis, que atuam em mais de 50 municípios com grandes demandas sociais a serem superadas.

Quer conhecer melhor como fazer uma doação corporativa para o ChildFund Brasil? Clique aqui.

Related Post

ChildFund Brasil

O ChildFund Brasil é uma organização de desenvolvimento social que por meio de uma sólida experiência na elaboração e no monitoramento de programas e projetos sociais mobiliza pessoas para a transformação de vidas. Crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidades em situação de risco social são apoiadas para que possam exercer com plenitude o direito à cidadania.

LEIA TAMBÉM