Dia das mães: como o amadrinhamento social se aproxima desse papel?

O dia das mães é um momento muito esperado do ano, tanto por quem já é mãe, como por aquelas mulheres que um dia sonham com a maternidade. Infelizmente, nem todas as crianças possuem mães próximas e capazes de lhes orientar sobre o futuro ou ainda oferecer amor e carinho — essenciais no desenvolvimento de qualquer pessoa. Porém, com o amadrinhamento social, é possível ajudar esses jovens a se desenvolverem de maneira adequada e ainda compartilhar o afeto que você possui e que, para elas, é tão importante.

Já pensou em vivenciar o dia das mães de maneira diferente? Quer entender mais sobre essa relação da madrinha social? Continue a leitura!

O amadrinhamento social e o dia das mães

É claro que você não precisa decidir fazer o bem a outra pessoa apenas porque uma data especial está se aproximando. Porém, muitas mulheres se sentem mais abertas a compartilharem amor e carinho nesse momento.

Se você ainda não é mãe, mas deseja ter um vínculo afetivo com uma criança ou se você já é mãe e sente-se tocada com a situação de vulnerabilidade de adolescentes em todo o nosso país, saiba que você pode ajudar a modificar essa realidade. Por meio do amadrinhamento social, é possível contribuir financeiramente com uma quantia mensal, que será destinada a uma organização social que investirá esse valor em ações que impactem positivamente a vida de um jovem.

São exemplos de investimentos o oferecimento de melhores condições de nutrição, acesso à educação e a serviços básicos, como saneamento e água potável. Mas, não é só isso.

dia das mães

O principal diferencial do amadrinhamento

É a possibilidade da madrinha social ter um vínculo com a criança que ela ajuda, a partir de cartas, telefonemas ou até mesmo com visitas. É justamente esse contato que pode trazer inúmeros benefícios, tanto para o jovem amadrinhado quanto para a madrinha social.

As vantagens de ser uma madrinha social

Decidir se tornar uma madrinha social é um ato de amor, afinal, você não estará apenas contribuindo financeiramente para a melhoria da vida de inúmeras crianças, mas também oferecerá todo o seu amor e carinho. Envolvendo-se assim, afetivamente com a vida e com o desenvolvimento de outro ser.

Não é a toa que o nome usado para essa atitude é apadrinhamento social, afinal, a figura da madrinha é conhecida pelo comprometimento de cuidar e proteger alguém, oferecendo conforto e carinho, muitas vezes substituindo a mãe quando essa se faz ausente. É justamente essa relação de afeto que você terá com a criança apadrinhada — e que poderá ser o diferencial na vida de um jovem que, infelizmente, pode não contar com essa rede de apoio em sua família “de sangue”. Embora os benefícios dessa atitude sejam sempre focados no apadrinhado, para a madrinha social também existem muitos benefícios, como:

  • Vínculo afetivo com uma criança;
  • Possibilidade de ajudar no desenvolvimento de uma pessoa, oferecendo conselhos, amor e modificando a sua realidade;
  • Sentir que está fazendo o bem e contribuindo para tornar o mundo um local melhor;
  • Ensinar a uma criança valores importantes para que ela se transforme em um ser humano digno.

Para as mulheres que já são mães

Tornar-se uma madrinha social ainda é uma ótima possibilidade de ensinar aos seus filhos valores importantes sobre como ajudar e respeitar o próximo, desenvolver neles o sentimento de caridade e sobre como ser um cidadão ativo, que busca ter ações positivas.

Para aquelas que ainda não são mães

Ou para aquelas que não têm certeza se desejam se tornar mães, o apadrinhamento social pode ser uma forma de manter um relacionamento afetivo com uma criança e desenvolver o seu senso de maternidade. Assim, é possível saber que suas ações podem ter um impacto positivo na vida de uma pessoa.

Os benefícios do apadrinhamento social na vida das crianças

Assim como existem benefícios para quem pratica a ação, para quem a recebe eles são ainda maiores. A ajuda financeira proporcionada pela madrinha social é fundamental para que essa criança possa ter acesso a serviços essenciais que garantirão o seu bem estar e desenvolvimento. Como uma nutrição adequada, acesso à educação (e formas de incentivo à permanência escolar), água potável, saneamento básico e acesso à saúde.

Mas todo mundo sabe que não são só essas as condições necessárias para que possamos nos desenvolver como seres humanos completos: a parte afetiva é de extrema importância. É justamente isso que uma criança apadrinhada pode receber, a partir do contato direto e frequente com a sua madrinha. Esse contato afetivo é capaz de ajudar jovens apadrinhados em vários pontos, como:

  • Oferecendo um modelo de família — que, muitas vezes, não é bem claro para a criança, principalmente para aquelas que moram em lares desestruturados;
  • Proporcionar acompanhamento escolar e motivar a criança apadrinhada a continuar nos estudos, enfatizando a importância deste para o seu futuro;
  • Passar noções de respeito, confiança, honestidade, caridade e outros valores que sejam importantes para você e para o desenvolvimento de uma criança;
  • Suprir carências afetivas que, infelizmente, ainda são muito comuns em crianças em situação de vulnerabilidade;
  • Participar de momentos importantes para a criança e datas especiais, ajudando-a a sentir-se especial e parte de uma “família”.

O programa de apadrinhamento social do Childfund Brasil

Se você ficou interessada e deseja se tornar madrinha social, saiba que é muito importante buscar por uma instituição séria que realize esse programa, garantindo, dessa forma, que o seu dinheiro e o seu afeto sejam realmente revertidos em prol de quem precisa. No ChildFund Brasil, nós oferecemos a possibilidade de apadrinhamento social mediante a contribuição mensal mínima de R$57,00.

Nossa instituição garante que a aplicação dos recursos é transparente e minuciosa. O processo começa com a escolha da criança que será apadrinhada no nosso site, onde você poderá conhecer um pouco mais da história, necessidades e personalidades dos jovens atendidos.

O ChildFund é uma organização sem fins lucrativos que atua no Brasil e no mundo, ajudando a modificar a vida de mais de 18 milhões de pessoas, estando presente em mais de 50 países. No Brasil, atuamos nos estados de Minas Gerais, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Piauí e Goiás e já ajudamos cerca de 148 mil pessoas, sendo mais de 50 mil crianças e adolescentes e contamos com, aproximadamente, 40 organizações sociais parceiras. Como você pode notar, amadrinhar uma criança pelo ChildFund Brasil é um ato de amor capaz de modificar a vida de um jovem, ajudando-a a se tornar um adulto bem desenvolvido, garantindo condições econômicas e também afetivas para isso.

Você acredita que essa é uma forma interessante de ajudar e quer aproveitar esse dia das mães para começar a transformar uma vida? Entre em contato com a gente e descubra como se tornar uma madrinha social!

Related Post

ChildFund Brasil

O ChildFund Brasil é uma organização de desenvolvimento social que por meio de uma sólida experiência na elaboração e no monitoramento de programas e projetos sociais mobiliza pessoas para a transformação de vidas. Crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidades em situação de risco social são apoiadas para que possam exercer com plenitude o direito à cidadania.

LEIA TAMBÉM